Quem quer construir um negócio escalável no mercado de recorrência precisa ter um excelente controle dos seus recebíveis e separamos dicas de sucesso para você. Baixe a Pesquisa e saiba quais são os 9 desafios das empresas que vendem por assinatura e os 7 aprendizados sobre recorrência que fazem a diferença na hora de decidir o seu modelo de vendas: vnd.cr/pesquisa-assinaturas

O que você escutará neste episódio:

O mercado está elevando o nível e é preciso se profissionalizar cada vez mais para se manter no jogo. Segundo a Pesquisa Inédita da Vindi, mais de 200 Clubes de Assinatura de produtos fecharam nos últimos 24 meses. Esse é um forte indício de que a “onda dos clubes” amadureceu. Chegou a hora de grandes varejistas entrarem no modelo e startups com planos mais estruturados nascerem. Será que o seu negócio está preparado para enfrentar o que vem pela frente? Neste episódio você vai descobrir as dicas de sucesso para chegar ao topo!

Nossa anfitriã, Maria Silvia Vieira, Estrategista de Conteúdo, conversa com:

Este é o segundo episódio especial sobre a Pesquisa Assinaturas – Como os brasileiros consomem serviços e produtos recorrentes?” Esse material foi elaborado e produzido pela Vindi ao longo de 3 anos, com mais de 1.600 participantes de todas as regiões do Brasil. 

Ei, já conhece a Vindi?

Em primeiro lugar, nós somos uma das maiores startups do Brasil, com a plataforma de gestão de pagamentos e de cobrança mais completa do mercado. Nossa solução inclui vendas avulsas, parceladas e a nossa especialidade: vendas baseadas na Recorrência.

Portanto, se você quiser saber mais sobre nós e conversar com um dos nossos especialistas, nos acompanhe nas redes sociais e visite nosso site.

Além disso, nós estamos prontos para tirar todas as suas dúvidas e ajudar sua empresa a vender mais e sempre!

Chegou agora aqui no Dentro do Ringue?

O Dentro do Ringue foi criado pela Vindi para gerar insights e reflexões para sua empresa vender mais.

Além disso, nos preocupamos em sempre trazer especialistas de mercado que consigam propor debates que ajudem seu negócio a crescer!

Aproveite para conferir mais conteúdos no blog da Vindi:

Ouça também: Recorrência #5 – Quem veio primeiro? O ovo ou a recorrência?

Nesse episódio, vamos discutir sobre a data mais importante do ano para as empresas e consumidores: A black Friday.

Episódio #3 Black Friday: As empresas realmente ganham dinheiro com essa data?

Host: Rodrigo Dantas, CEO da Vindi

Pedro Eugeniofundador do Black Friday,considerada a maior data comercial do país e outras datas como o Cyber Monday, Brasil Game Day,Web Fashion Week, Kids Baby Day e o Boxing Day. 

Felipe Held – Head Marketing na Konduto, startup que desenvolveu um método inovador para detectar fraudes em compras pela internet.

Há várias versões para a origem do termo “Black Friday”. Porém, a mais aceita é a que diz que o termo surgiu na década de 60, como uma gíria policial que se referia ao trânsito caótico que ocorria após o feriado de Ação de Graças, devido a grande quantidade de pessoas na rua para as compras de Natal.

Mas qual a origem real da Data?

Para os comerciantes da época, a data servia para limpar os estoques para os produtos natalinos. Também existem muitas outras histórias sobre o termo em si: como com a queda da bolsa de Nova York em 1929.

Depois de algum tempo os lojistas começaram enxergar o dia com um novo significado, o de “Voltar ao Azul”.

E começaram a dar uma interpretação positiva ao termo “black friday”. Era o momento em que os estabelecimentos retornavam ao azul, ou seja, voltavam a ter lucro. 

No Brasil, sua primeira edição foi em 2010. Mas, ela era exclusiva para o e-commerce. Naquele primeiro ano, foram vendidos R$3 milhões, o que é pouco em relação aos R$1,9 bilhões alcançados em 2016, já com a entrada das lojas físicas nessa data. Atualmente, esta data movimenta mais de 2.5 bilhões apenas no Brasil.

Existem muitos negócios que tentam quebrar a tradição da black friday, Criando o mês de black friday, semana e alguns, até mesmo, começando antes mesmo de novembro.

Quem não lembra do mercado Guanabara com sua pré-black friday? Ou até mesmo o saldão da magazine luiza com seus descontos super agressivos. Muitas pessoas ainda dormem na fila para conseguir comprar seus produtos.

Mas, fica uma pergunta que paira em cima de toda essa discussão: as empresas realmente ganham dinheiro nesta data?

Apesar do início controverso, a black Friday tem se consolidado como uma das datas mais importantes do Brasil, impulsionando vendas a ponto de superar dia das mães e natal.

 

LINKS IMPORTANTES: